Caros Associados,
Depois de algum silêncio por parte da nossa Empresa, após diversos mails enviados, contactámos, via telefónica, a Direção de Pessoas (Pessoal/Recursos Humanos) da Galp Energia para saber o ponto da situação sobre o dossier Reformados abrangidos pelo corte do complemento de reforma proposto pela Empresa.
Tendo pedido desculpas por ainda não terem respondido, nomeadamente ao pedido de reunião solicitado pela Direção da ARGE – Associação dos Reformados da Galp Energia, indicaram que só agora receberam a análise feita pelos juristas contratados pela Empresa ao Parecer Legal efetuado pelos advogados ao serviço da ARGE.
Reafirmámos a urgência desta temática ser totalmente esclarecida antes da Empresa tomar qualquer posição concreta e  que torne esta situação alvo de contestação por parte de inúmeros Reformados gerando um ambiente que vai contra o normal relacionamento da Galp Energia com os seus Reformados que construíram e fizeram a nossa Empresa.
O papel da Direção da ARGE é, somente, servir de ponte entre as partes, para que os nossos Associados, a nível individual ou de outra forma, tomarem uma decisão consciente e totalmente esclarecida, nomeadamente no aspeto jurídico-legal, já que em termos morais ninguém tem dúvidas de que este caso oferece claras dúvidas.
Ficaram de contactar a Direção no mais curto espaço de tempo, logo que tenham a situação reanalisada internamente, tendo a ARGE assinalado que se vai entrar em período de Festas e logo a seguir se entra no novo ano.

A Direção
ARGE – Associação dos Reformados da Galp Energia.